quinta-feira, 23 de junho de 2011

Saudade




























Saudade

Quando você voltar

Chegue de mansinho
Meu coração está frágil

Sente imensa falta de você.


Os meus pensamentos

Andam distantes, te buscam

Em cada cantinho de meu Eu.


Te procuro, já revirei

Os baús de minhas memórias

Deparei-me

Com fotos e poemas inacabados.


Com flores secas

Em meio de livros que ainda não li

Em meio a tantas lembranças diversas,

Eu já chorei e também sorri.


Portando

Se for voltar venha bem de mansinho

Porque estou morrendo de saudades

Saudade imensa de você em mim.


Joe Luigi

5 comentários:

  1. Eu já chorei! Já sorri! Já cantei! Mas, não te esqueço nem por um instante! Vivo tirando as pedras do meu caminho pra te encontrar! Sinto a terra parar! Te amo!!!

    ResponderExcluir
  2. Então anônimo(a) acontece que as vezes as pedras são enormes e por mais que nos esforçamos nem move-las consiguimos, tomara que um dia você chegue até ele(a)

    ResponderExcluir
  3. Oi Joe Luigi,
    Lindo e profundo poema... dá pra sentir sua dor.

    Bjos,
    um ótimo fim de semana.
    Claudia

    ResponderExcluir
  4. Olá Joe...
    Adorooo seu blog e suas palavras.
    Desejo que sua semana seja muito feliz.

    Um beijo
    Aline...♥

    ResponderExcluir
  5. Oi Aline, obrgado por sua visita e amáveis palavras. Volte sempre! uma semana dos deuses para você, beijos

    ResponderExcluir