sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Ainda...



Ainda trago em meu corpo
O cheiro de tua pele impregnado
Em meus poros
Ainda estão em meus lábios
O sabor dos beijos teus.

O odor de nossos corpos
Povoa minha mente...
Creio que ainda sentes
O cheiro de nosso amor .

Eu sinto...
Está impregnado em minha pele
Foi mágica nossa noite de amor
Fecho os meus olhos te sinto
E vejo teus olhos negros
num olhar perdido de saudade.

Acredito que recorda nosso amor
Um amor esperado, desejado por nós
Esperamos muito, e aconteceu.
Doce espera...

Tornou-se uma noite inesquecível
Para dois seres que se amam à distância
E se viram pela primeira vez...
Te amo!
(Joe Luigi)

Um comentário:

  1. Ainda.....
    poesia que relembra um grande e saudoso amor!
    Amei.

    ResponderExcluir