domingo, 29 de janeiro de 2017

Nem imaginas

Não imaginas_


Você nem imagina
Quantas vezes tenho de remendar a minha alma 
que continua assim com costura tão superficial.
Quantas vezes sentindo-me só, esculpo-a 
com detalhes que meu coração sente,
e chego a dar-lhe vida.
E cada vez que eu te refaço, uso todos os detalhes 
como se juntando os pedacinhos de retalhos 
de um coração.
Mas  eu te refaço tão real em minha mente 
quase demente, eu devaneio.
E eu sinto os teus lábios percorrendo minha face 
que eu de tanto querer-te, peço-a em pensamentos.
Mas são sonhos, desejos, que o meu coração
muitas vezes ultrapassa, fazendo-me pensar
que de repente um sopro de vento é  a tua carícia
preenchendo as fissuras da minh'alma
com os silêncios no meu devanear, nada mais.
Simples, bem simples assim...

Você,  era um  S o n h a r.


________Joe Luigi

© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98).

Mas te espero

Mas, eu te espero_


Olho ansioso para o relógio a cada segundo 
vejo o tempo passar tão lentamente e junto
com ele, passam os momentos 
que poderíamos estar vivendo a nossa 
historia. 
Sabe quando se sente com a alma, 
o vazio incompreendido da vida 
com a  ausência de alguém... 
Sinto-me assim. 
Como algo que por descuido foi deixando 
se perder, mas não posso e nem quero. 
Para livrar-me de pensamentos que atormentam, 
recolho em mim 
e fico tentando arrumar a bagunça 
do meu coração 
que apesar de tudo, insiste 
em querer-te, mesmo apesar das ausências tuas. 
Penso em ti,  me vem um sorriso de ternura 
que de alguma forma preenche o vazio 
da incerteza que ora está  em mim
mas, que me faz ter certeza que eu te amo. 
Abafando  o som barulhento do meu silêncio 
que é ensurdecedor sem você  mas, 
eu te espero. 
Desligo-me do mundo, ouço uma música relaxante.
Amanhã estaremos juntos.

_____Joe Luigi
© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98).

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Um no outro

Um no outro

Fecho os olhos, e ouço as notas da tua alma
trazendo consigo o perfume que minh'alma precisa,
banhando-me com suas carícias e suaves afagos.
Afagos, beijos roubados e doces segredos.
Este querer sem medos, este ter um ao outro.
Este sentir ter um pedacinho da gente dentro 
da outra pessoa 
com vontade de ficar de não ir mais embora
e adormecer para sempre no silêncio um no outro.
O silêncio, que faz balançar as nossas almas.
nos lindos, mas tão fugazes momentos 
em que sentimos-nos abraçados pelo amor 
nas noites frias ...
Se nós não tivéssemos um ao outro para amar.

_____ Joe Luigi

© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98).

Senti

Senti_

Eu senti o quanto nossas vidas
estavam entrelaçando-se,
com delicadeza daqueles toques 
que deixavam vestígios indeléveis
no tempo de sua passagem.
Quando eu morei num abraço teu,
vestido de amor usando a tua pele
sentindo-a tão intensa e minha.

_____Joe Luigi

© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98

saudade

Saudade_

... Frágil maldita saudade
Reflexos de uma pessoa, 
de lugares, de perfumes...
Lembranças de você.
...Frágil maldita saudade
São pedaços de ciúmes...
Como um espelho na parede
Insiste a mostrar-te...
... Frágil maldita saudade
Que traz sem que peça, pequenos
fragmentos teus.
Que como lâmina afiada corta-me
Rasga-me a carne, desnuda-me o peito
Dói de um jeito que não tem jeito
Até que eu ponho a gritar...
...Frágil e maldita saudade.
Por que judias assim?!

______Joe Luigi

© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98).