terça-feira, 6 de novembro de 2012

Eu guardei a flor

                                                                                    
Guardei a flor...
 
Guardei a flor entre as páginas de um livro inacabado que por amor a você, eu parei de ler.
Hoje está amarelado pelo tempo, o esqueci num móvel qualquer eu nem
quis saber o final, talvez um dia ainda lerei.
Você  apaixonante me envolvia e para estar ao seu lado deixei de tudo
Naquele  momento, eu só queria estar contigo te viver por inteiro.
Você era adorável sapeca, encantadoramente envolvente e fazia de
cada minuto juntos, uma doce aventura e eu vivi cada momento com muita
intensidade.
Foi um lindo amor vivido por nós porque não dizer inesquecível se foi?!
Tanto que até hoje eu recordo o exato momento que sorrindo me ofereceu a flor
Foi numa tarde ensolarada e só nossa e que sorridentes caminhávamos
de mãos dadas pelo campo que também já não existe, esqueci qual.
Tudo é "finito" você se foi e deixou-me.
 
 
Joe Luigi
 

3 comentários:

  1. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Luigi...Esse é replay,
    me lembro bem...Tinha uma rosa vermelha
    abandonada no banco...Errei?
    Mas irei comentar de novo, dessa vez,
    diferente.
    "A flor sentiu-se abandonada,
    mas sabia que voce retornaria,
    pois sensivel e amavel como é,
    jamais deixaria a flor, num canto qualquer!"

    Abraços...Senti sdds daqui, mas não saio mais ok?

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Simone, obrigado por tudo amiga, abraços.

    ResponderExcluir