terça-feira, 20 de novembro de 2012

Quando eu te vejo assim...

 
Quando eu te vejo assim...
 
Quando te vejo assim com este olhar perdido
este sorriso escondido fingindo não querer sorrir,
vejo em você, um silêncio inquieto de minha distância
é como se as luzes apagassem em tua alma,  
como uma folha em branco nua de poesias.
Então me dou  conta de que:
Nossos caminhos sempre se desencontram
e nós tomamos rumos diferentes,
um segue uma estrada, o outro um atalho
mas sempre querendo nos reencontrar no final 
Porém eu sinto uma ternura imensa
uma vontade louca de te ter para mim,
mas para você, eu finjo não te querer.
Até nos reecontrar-mos de novo.
 
 
Joe Luigi

4 comentários:

  1. Oi Angelina que bom que gostou, obrigado pela visita e comentário.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi Joe,
    Me encontrei na poesia e porque que quando a gente vai pra um lado a pessoa vai pra outro e quando a gente sente que pode a pessoa está em outro momento de vida?!Cruel não isso?!
    uma ótima semana,abraço,=)

    ResponderExcluir
  3. Oi Suelen, Há sempre desencontros alheio a nossa vontade não é? Acho eu ser coisas da vida, rs...me desculpe não escrever antes eu não estava conseguindo postar aqui.

    Volte sempre! um abraço.

    ResponderExcluir