quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Intensidade

                 
Intensidade
 
Hoje revendo rabiscos antigos, te achei neles,
vi então que tudo que vivemos foi muito intenso
Lembra-se quando nós juntávamos letras,
bordávamos palavras e tecíamos sentimentos,
em folhas brancas de um papel qualquer?!
Tantas coisas de nós dois estão aqui nos escritos.
Foi você fada artesã no tecer amor em palavras,
que abriu-me caminhos, ensinou-me a caminhar 
brigando com minha timidez quase infantil,  desemperrou as janelas do meu olhar.
Sempre dizia-me, vá você pode, mostre teus
escritos não os deixe só para você, te ouvi.
E hoje eu já sei caminhar sozinho,
rabiscar os meus sonhos e coloca-los em papeis.
Mesmo quando eu fico triste com a sua ausência 
debruço sobre a saudade que sinto de nós,
revivo momentos que o tempo levou mas não
apagou.
Eu esqueço o tempo, tranco minha dor lá fora
invento um sorriso, abro os meus segredos
e escrevo sobre as poesias de nós dois.
Desenho versos, rabiscos poemas e eternizo o
amor.
 
___Joe Luigi
              

10 comentários:

  1. ...Vc e seu trabalho são muito especiais! Cada imagem já é um poema!Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita e comentário Alma de poeta,que bom que
    você gostou. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Vou à horta de palavras, para várias colher. Sedenta e com fome, releio. E assim, engulo com vontades... de magia, e então acontece, a tal fantasia. O amor aparece, te toca, afaga e, indo embora, eu engasgo, regurgito, só para mantê-lo ao vivo. E assim, sobrevivo ao Saara.Intensa literatura, JL.

    ResponderExcluir
  4. Joe, Quanto tempo não chego aqui e quando leio esta poesia me faz viajar no tempo e a melancolia vem a tona, mas como na vida tudo passa e fica na lembrança e tudo é real e verdadeira.
    Linda mesmo sua poesia.
    Um grande abraço
    Edison

    ResponderExcluir
  5. Roseli, belíssimo teu comentário. Obrigado amiga.

    ResponderExcluir
  6. Oi Edison Cardoso, um comentário vindo de ti é uma honra.
    Obrigado e volte sempre.
    Sucesso, um grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. "E, no tempo das nossas palavras,
    eu me perdia em tuas melodias.
    Suas canções pareciam flutuar, sair
    de dentro da alma e ir direto ao meu
    coração...tempos bons...de amor e
    emoção!"
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Andrea, que bom que gostou.

    ResponderExcluir